Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Outra Face

Diz-me quem eu sou, dir-te-ei quem és.

Diz-me quem eu sou, dir-te-ei quem és.

A Outra Face

05
Mar21

014 - Porta aberta

Diana Amélia

014 - Porta.jpg

Entra por essa porta agora.
Não me perguntes se quero muito pois não tenho as palavras certas para te responder.
Quero que vás depois do toque, para que chegues com preparação.
Vem brincar comigo, que tenho muito para te contar.
Diz-me que tens vaidade e que queres mais do que eu.
Ilumina o meu ser e rabisca cor no ínfimo de mim.
Quero que me adornes, se assim for tua vontade.
Traz-me saudade dos recantos escondidos.
Traz-me presente do passado que tu és.
Traz-me futuro daquilo que podes vir a ser.
Reparte-te com quem merece o teu néctar.
Abre a porta e deixa-me entrar.

 

01
Mar21

013 - Vem comigo

Diana Amélia

013 - guernica colorida.jfif

Sais por uma porta e deixa-la encostada.
- O que queres dizer com isso? pergunta o "bem bom" que estava a escutar.
Sou o teu próximo que te quer muito.
- O que pretendes fazer comigo?
Quero te fazer gemer nas noites frias de inverno.
Quero que vás comigo até ali à frente.
Quero que te deixes guiar pelo teu instinto fiel.
- Isso ultrapassa-me...
Quero que digas sim sem pensar.
Quero que digas não, com consciência.
Quero que reclames a ignorância.
- Mas eu não estou aqui.
Quero que chegues e participes.
Quero que inventes a entrada daquela porta que ficou encostada.

25
Fev21

012 - A inteligência artificial

Diana Amélia

012 - nuvens.jpg

A inteligência artificial vai ser a próxima revolução tecnológica.
A atualidade global está inundada de informação: dados desconexos, lógicos, interpretáveis, mas na sua maioria com aspirações admiráveis, redundantes e superficiais.
A era das cavernas deu passagem para o precipício imoral da palavra.
O bom nome deixou-se cair no vago, e o chico esperto da esquina ganhou terreno impróprio.
As famílias são a base estrutural das inter e extra relações sociais, e as máquinas dominaram terrenos difíceis.
Fomos nós que as conduzimos ao presente em que resistem e somos nós que temos o poder de lhes fechar o futuro.
- Basta! - Não quero máquinas a dominar a minha vida. - Sai, xô.
Já há 20 anos o homem que precisava de se reinventar para trabalhar, fazia filmes sobre I.A. e refletia sobre desastres de percurso.
Eu não tenho a solução, cabe-me refletir em consciência.

 

(Diana Santos)

19
Fev21

011 - Sinais do tempo

Diana Amélia

011.jpg

Políticos com ideais transformadores são calados.
Animais feridos deram à costa.
Saúde global é alinhada.
Comunicação desleal é amplamente preterida.
Experiências em rede são conectadas.
Resoluções pendentes são avisadas.
Pretéritos imperfeitos são alinhados.
E o mundo continua a girar - dizem leigos mal formados.

(Diana Santos)

18
Fev21

010 - De bem contigo

Diana Amélia

010.jfif

Estou de bem contigo, mas não por muito tempo.
Deixáste-me só e eu precisava de ti.
Quero esquecer-te.
Diz: estou aqui para ti - é o que quero ouvir.
Quem é Deus entre nós?
Está connosco e serve os nossos interesses, sejam eles particulares ou justos.
Justiça é um tema para outras conversas.
Quero-te.

 

(Diana Santos)

17
Fev21

009 - Um dia

Diana Amélia

009.jfif

Hoje o dia está meio frosco.
Apetece-me soltar uma gargalhada.
Mas quero que venha sincera.
Apetece-me soltar uma gargalhada.
Mas quero que seja verdadeira.
Apetece-me soltar uma gargalhada.
Mas quero que seja especial.
Hoje o dia é nosso, pois que assim o construímos.
Hoje o dia é nosso, pois que assim o batizamos.
Hoje o dia é nosso.

20
Jan21

06 - Alface

Diana Amélia

006 - Alface.jpgNão quero. Obrigada.
E depois de amanhã como fica a Inês, se tiver uma gravidez?
Não sei. Quero muito mas talvez. Dá mais. Mais - diz o Francisquinho.
Não quero gostar disto, porque me adormece o cérebro, mas o desafio é grande.
Deixa passar, segue adiante, marca golos ou sopra.
Que a ginástica não falte. Que o corpo não doa. Que a alegria não falte.
Deixa-me escrever mais um pouco, só porque sou escritora e quero muito tornar-me feliz.
Que sentido têem estes textos? -Todo e mais algum - diz a Amélia.
Dá à vida o sentido que ela tem, ou seja, deixa-te guiar pelas emoções.
Acho que isto nos vai levar a espaços nunca antes entrados.
Não digas não.
Cláudia! - Acorda! - Diz o entruso!
Vamos juntos nesta maré de ventos.
Xii.

19
Jan21

EP5 - Sabrina

Diana Amélia

05 - Jesus.jpg

Para bom entendedor meia palavra basta.
Queres saber como penso, então pensa comigo - diz a Amélia.
Como se pode saber tudo sem pensar? - pergunta o Diogo à Inezinha.
Sei do que tu não sabes e do que tu queres saber. - diz a Diana.
Então, e se eu te baralhar a mente? - pergunta Sabrina.
Só sei que pouco sei, responde o intruso.
Queres falar de política? - retorque o Ambrósio Francelino da Fonseca.
Não estás a por demasiadas personagens na história? - Nao.
Será que isto nos leva a algum lado?
Entende que nos leva.
Queres o quê com isto? Levar-nos à loucura?
- Vou abanar-te infindávelmente, até ao infinito e mais além :-).
E agora? Queres que te leve? O espaço é enorme e o Samuel só quer comer laranjas e estar junto à Inêz.
Credo. É teu ou seguras?
Vou deixar-te à deriva e controlar a batalha.-
Não gosto de matemática - diz a Gabriela, que é prima do Pascoal.
JESUS. -what?== Codigo morse?
- Talvez.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub